quarta-feira, 5 de setembro de 2012

Carta da Liga Apostólica Feminina de Schoenstatt

Nesta caminhada rumo a 2014 está surgindo uma nova geração da LAFS. Uma nova geração ancorada à 1ª geração e que fiel a nosso Pai e fundador segue o caminho na conquista de novos corações. Mediante a missão que assumimos ao fazer parte da LAFS, imploramos à Mãe de Deus que o impulso missionário herdado da geração fundadora cresça em nós e que seja fiel à origem. Foi esse o sentimento que uniu a Liga Apostólica Feminina de Schoenstatt no retiro de carnaval neste ano de 2012 em Atibaia. Esse encontro reuniu desde liguistas da 1ª geração no Brasil até as jovens que conheceram a pouco tempo a liga, mas que já fazem parte de nossa família de Schoenstatt.
Durante o encontro, foi claro o atuar da Mãe de Deus, que, fez brotar o desejo em nossos corações jovens, de empenhar-se por Schoenstatt. Acreditamos, porém, que isso não só foi possível porque pudemos contemplar a geração fundadora junto de nós, mas porque houve muito Capital de Graças fecundado no caminho desta geração que hoje nos acolhe. Por esse motivo, somos muito gratas, no entanto, não queremos que essa gratidão fique em nossos corações apenas. Ela deve extravasar e inflamar outros corações.
No encontro de carnaval tivemos a oportunidade de nos reunir como um grupo jovem da lafs. Havia muitas jovens procedentes de vários locais e percebemos, com isso, que não estávamos ali por acaso, mas que a Mãe queria algo de nós. Passamos a chamar o nosso grupo de jovens liguistas de Grupo lafs-coração. Porém, esse nome que escolhemos é provisório. Queremos, nos próximos encontros, trabalhar em um nome que nos distinga nessa nova iniciativa. Com isso, ficou claro para nós, que aquelas reuniões que aconteceram entre nós paralelamente ao encontro da Lafs, não eram algo natural. Trata-se, portanto, de uma nova geração que desponta no céu de Schoenstatt.
Para que a Mãe começasse a atuar bastou o nosso sim que demos com muito prazer ao elaborar uma carta e presentear ao fundador na pessoa de Ir. M. Jacinta. Nesta carta, expressamos tudo o que nosso coração queria dizer naquele momento. Inflamadas pelo mesmo fogo da geração fundadora nosso único objetivo, com essa carta, é empenhar-se por Schoenstatt de modo concreto. Principalmente agora nesta caminhada em comemoração aos 100 anos da Obra.
Foi inspirada pela pergunta - como queremos nos preparar para o ano de 2014 e o que queremos presentear ao Pai nesta grande comemoração? - que elaboramos a carta contendo nossas principais propostas para este grande acontecimento. No decorrer desses 100 anos, celebramos a vida que brotou a partir dos 18 de outubro de 1914 e neste sentido, nossas liguistas da geração fundadora são para nós o grande exemplo de fé, amor e fidelidade ao fundador. Queremos, como elas, conquistar novos corações para que a liga floresça e produza frutos para a Igreja. Esse é um dos pontos por nós contemplado na carta.
Após o encontro, cada uma voltou para o seu lugar. Lugar onde o Pai nos colocou para atuar apostolicamente. São diversos os lugares onde nós jovens liguistas atuamos. Mas em qualquer lugar que seja, na universidade, na família, no trabalho e na Igreja e nas reuniões de amigos, nosso apostolado agora é o apostolado do ser.
O grupo Lafs-coração passou a se corresponder por e-mail, por facebook, de várias formas, dependendo da distância. Assim fomos unindo nossos laços e tomando a consciência do grandioso ato que fizemos inspirado pela Mãe de Deus.

“Neste momento vale refletir sobre a exigência da Aliança de Amor: 'Nada sem ti! Nada sem nós! ' pelo nosso ser e agora, enfim pelo nosso apostolado, muitos deveriam encontrar o caminho para a 'Igreja', o caminho para o Santuário, e por Maria caminho para o 'Coração de Jesus' Que belo seria também se muitas encontrassem o caminho para a 'LAFS'. Que este Ano de 2012 reacenda Mais forte a luz da presença de Maria em nosso Santuário-Coração, para que nele resplandeça o brilho da pequena Maria tabernáculo Vivo. Onde vivemos e atuamos , para que, por nós encontrem o caminho que conduz ao Santuário, onde Maria os acolhe e os conduz a seu Divino Filho”


A pouco tempo fizemos uma reunião virtual, por skipe, devido a impossibilidade de nos encontrarmos pessoalmente. Discutimos exatamente as propostas expressadas na carta. Traçamos alguns pontos que nos facilitarão no cumprimento da exigência que nos fizemos até 2014. O principal, como já foi comentado, é a conquista de novos corações para selarem a Aliança de Amor e nesse ponto nos unimos a toda a Família de Schoenstatt. Trata-se, portanto, de um desafio e de uma missão que requer esforço.
Para que os propósitos que escrevemos na carta cheguem a se concretizar estamos conscientes que precisamos oferecer inúmeras contribuições ao Capital de Graças, mas também é preciso “colocar nossas habilidades humanas dentro daquilo que Deus nos convida a fazer, que em primeiro lugar é ser imagem de Cristo e levá-la aos homens.” Neste sentido, contamos com a assistência maternal de Maria, nossa rainha.

Segue a carta...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

MAIS NOTÍCIAS