sábado, 15 de setembro de 2012

Romaria-Encontro Nacional da
Liga Apostólica Feminina de Schoenstatt.    
7 à 9 de setembro de 2012

Durante o encontro em Santa Maria nos dias 7, 8 e 9 de setembro, foi anunciado o lema nacional do movimento em preparação para 2014: Unidas no Pai, conquistar corações para a missão! A frase foi escolhida durante a romaria por dirigentes e liguistas, a tarefa para a discussão era: escolher três palavras que fossem o conteúdo do lema e depois sugerir uma frase.

O encontro, marcado desde julho do ano passado, no Encontro Inter-regional da Lafs em Londrina, foi uma bênção para todas que participaram, bem como certamente será uma bênção para todo ramo.
Em nosso Regional Sul, realizamos um encontro das dirigentes em Santa Cruz do Sul, para elaborarmos uma proposta para o encontro em Santa Maria, que foi aceita nacionalmente pelo ramo. E com grande ordem e muito amor, tudo se realizou como estava programado, cada momento foi enriquecido pela intercessão de nossa Mãe Três Vezes Admirável de Schoenstatt e, de nosso Pai e Fundador, de tal modo que podemos dizer: tudo foi conduzido pelo Espírito Santo. Durante a romaria visitamos os lugares históricos de nosso Pai e Fundador em Santa Maria, toda essa parte foi conduzida pela Lafs de Santa Maria. Quando chegamos ao poço havia um frasco com água benta doada pela Lafs de Porto Alegre. No quarto do Pai, cada visitante recebeu um livrinho com a explicação sobre esses lugares e um bombom. Durante o encontro tivemos uma bela vivência sobre o ideal de ramo que aconteceu entremeada de cantos, entrada de símbolos e orações, conduzida pelas liguistas dos regionais do Paraná e Sudeste.
Na festa da Pequena Maria a preparação começou cedo. No horário de levantar, a Lafs de Santa Cruz preparou uma bela surpresa. Cantando pelos corredores, levaram uma boneca vestida de Pequena Maria e bateram nas portas dos quartos presenteando cada uma com uma orquídea com raminho verde e um cartão com a mensagem: Faça-se a Pequena Maria!

No refeitório, onde entramos ao som da Ave Maria (B.Engelhart). O ambiente estava em meia luz e em cada mesa Luzia uma velinha acesa. Houve mais um poema para a Imaculada e cantamos os parabéns para a Pequena Maria e para a liguista Maria José, do Rio de Janeiro, que fazia aniversário naquele dia. Foram momentos de profunda alegria espiritual, o que se podia contemplar na alegria que todas irradiavam.



Texto Adaptado Ir. M. Clarissa

Nenhum comentário:

Postar um comentário

MAIS NOTÍCIAS